segunda-feira, dezembro 31, 2007

2007 -> 2008

A todos os leitores do JazzList, desejo um ano de 2008 cheio de boa música e bons concertos!

E que seja, claro, bem melhor que 2007. Para mim vai ter de ser!

Até Jazz!
P.

quarta-feira, dezembro 26, 2007

Um Toque de Jazz - 29 e 30 Dezembro 2007

Sábado, 29 de Dezembro de 2007
Novos discos internacionais (5)
Light On (Tom Harrell)
String Quartet (T.Ulrich / E.Sharp / C.Zíngaro / K.Filiano)
The Levitation Shuffle (W.Shoup / G.Burns / R.Radding / G.Campbell)
Symmetry (Thomas Heflin)
Priority (Vyacheslav Ganelin)
Music For Big Band (Jerry González)
Rate of Change (John Roney)

Domingo, 30 de Dezembro de 2007
Concertos internacionais (5)
O quarteto do saxofonista Eli Degibri (Israel) com Omer Klein (pn), Haggai Cohen Milo (cb) e Ferenc Németh (bat) num concerto realizado nas ruínas do Velho Templo de Zsámbék em 28.07.06.
Gravação Euroradio

Um Toque de Jazz - Antena 2
Sábado e Domingo às 23h00
Manuel Jorge Veloso
Sábados, novos discos (portugueses e internacionais)
Domingos, gravações exclusivamente realizadas ao vivo

OndaJazz propõe “Happenning”

Concerto gravado para difusão na Antena 2
Dia 28 (Sexta)
23H30
Entrada: 9 €

João Paulo Esteves da Silva Fender Rhodes, piano e acordeão
Júlio Resende piano, fender rhodes
Luís Cunha trombone
Carlos Bica contrabaixo
João Lobo bateria

Reúnem-se os músicos para improvisar. Vêm temas, ideias, espaços abertos, sem temas e sem ideias, instrumentos que se casem bem, enfim, o costume, o que se tem por bom costume, nestes casos. É que todos os instrumentos se casam bem, quase todas as ideias, temas ou falta de temas, são bons começos de improvisação. O que não é costume é juntar piano com piano e pianista com pianista, salvo em noites de gala; e aqui é pena porque muitas vezes estes músicos pianistas são incrivelmente compatíveis e sonham tocar uns com os outros. No happenning, no “acontecimento acontecendo”, experimentar-se-á então, entre outras coisas, criar um novo costume: trazer um segundo pianista para o grupo mas sem o segundo piano, levando o tocador, alegremente, para fora do seu instrumento e convidando-o a pegar em teclas estranhas para que tudo fique em família, com aquelas dissonâncias e consonâncias intestinas que são o bom hábito da música.
João Paulo

Vai, força, faz, acontece
Não reflictas, improvisa, vive, acontece
“A reflexão faz-se para trás, a vida faz-se para a frente!”
A vida só acontece para a frente no tempo
Assim como a música
Mas como é que acontece?
Acontecendo…
Júlio Resende

Reservas TICKET LINE 707 234 234
OndaJazz: 218 873 064
Restaurante aberto de 20h as 23h00

terça-feira, dezembro 18, 2007

Zeca Medeiros no OndaJAzz

ZECA MEDEIROS em ... "Torna-Viagem"

Zeca Medeiros: voz
Paulo Borges: piano
Gil Alves: percussões, flauta e Glockenspiel
Manuel Rocha: violino

O Zeca é um pássaro. Ele canta, encanta, inventa e reinventa, sem nunca cansar quem o ouve – e que o vê. Porque ver o Zeca é tão importante como ouvi-lo. Há quem o compare a Tom Waits, mas em palco, ele faz sobretudo lembrar Jacques Brel – na entrega, no modo inteiro como interpreta as suas canções de amor e mágoa, esperança e desencanto e saudades de um futuro em que não desiste de acreditar, mesmo se o presente tantas vezes parece empenhado em desmenti-lo.

Reservas
OndaJazz
218 873 064
Restaurante aberto de 20h as 23h00

quarta-feira, dezembro 12, 2007

Gospel Choir no OndaJazz

Dia 14 Sexta-Feira
23H30
Entrada 7 €

Gospel Choir
Theo Pas'cal - Baixo e direcção musical
Paulo Sérgio - Piano
Paulo Rosa Martins - Bateria

Vozes
Carmen Souza
Orlanda Guilande
Mario Marta
Antonio 'TC' Cruz


‘The Gospel Choir’ surge em 2005 criado pelo musico/compositor/produtor Theo Pas’cal que soma já na sua carreira vários anos de experiência como pioneiro no Gospel em Portugal. Compositor e produtor de todos os discos lançados a solo pelos SHOUT!, depois da separação, por iniciativa própria, decide dar continuidade aquela que considera ser a sua vocação profissional e, mais importante, espiritual, dando vida a este projecto que está já a preparar originais.
‘The Gospel Choir’ conta com as melhores vozes Gospel do mercado, artistas como Tó Cruz, Orlanda Guilande, Mário Marta, Carmen Souza , todos eles com vasta experiência a nível Nacional e Internacional. Alguns deles já contam com carreiras a solo com discos editados.
Este projecto funciona numa base de 4 vozes+banda mas pode fazer espectáculos com extensões até 25 vozes. O seu repertório é constituído por clássicos do New Gospel Americano na sua grande maioria de artistas como Fred Hammond and Kirk Franklin.

Reservas
OndaJazz: 218 873 064

terça-feira, dezembro 04, 2007

El Fad - José Peixoto no Onda Jazz

Dia 6 de Dezembro 2007 (Quinta)
23H00 Entrada: 7€

El Fad
José Peixoto guitarra
Carlos Zingaro violino
Miguel Leiria contrabaixo
Vicky bateria

Depois de uma colaboração nos finais dos anos oitenta e de um CD “Cacus” editado em 2005, Carlos Zíngaro e José Peixoto voltam a reunir-se para estrear o projecto “El Fad”. Recuperando algum material temático de José Peixoto e revigorando-o numa expressão criativa colectiva, este quarteto, que conta com o credenciado contrabaixista Miguel Leiria e com o sólido percussionista/baterista Vicky, pratica uma música aberta, enérgica e subtil. É nas zonas de fronteira em que tudo se mistura, dilui e em que se criam e circulam dialectos vários, que podemos encontrar a expressão final da música deste grupo.

Reservas
OndaJazz: 218 873 064
Restaurante aberto de 20h00 as 23h00
http://www.ondajazz.com

sexta-feira, novembro 30, 2007

Mário Laginha leva o seu “Espaço” a Sintra e ao Porto

O último e aclamado trabalho de Mário Laginha, “Espaço”, em trio com o contrabaixista Bernardo Moreira e o baterista Alexandre Frazão, vai chegar a Sintra, a 30 de Novembro, e a um dos grandes e prestigiados palcos musicais da cidade do Porto e do Norte, a Sala Suggia da Casa da Música, a 8 de Dezembro.
Este trabalho do trio de Mário Laginha surge como encomenda da Trienal de Arquitectura de Lisboa e explora as coincidências conceptuais entre duas disciplinas: a arquitectura e a música.
Plano, ritmo, silêncio, vazio, são alguns motes agarrados pelo pianista para construir temas musicais que dão corpo a um dos mais consistentes discos de jazz produzidos nos últimos anos em Portugal. O entendimento entre três instrumentistas de excepção atingiu um nível muito alto, e esse é, a par da excelência da música, motivo bastante para esperar dois concertos entusiasmantes.

segunda-feira, novembro 26, 2007

sta semana nas Lux Jazz Sessions - Nelson Cascais 5teto

Pedro Moreira (saxofone)
André Fernandes (guitarra)
Jeff Davis (vibrafone)
Nelson Cascais (contrabaixo)
Bruno Pedroso (bateria)

Na derradeira sessão do mês, o jazz brotará da sinergia musical dos elementos do Nelson Cascais Quinteto. Lisboeta desde 1973, Nelson Cascais faz do contrabaixo o seu veículo de expressão sónica. O quinteto que lidera foi por si criado há cerca de oito anos, depois de se ter formado no Conservatório Nacional de Lisboa e no Hot Clube (foi colega de Carlos Barretto, Bernardo Moreira e Pedro Moreira), onde acabou o curso de jazz, em 1994, tendo sido convidado, no ano seguinte, ara ser professor, cargo que ainda hoje mantém. Foi exactamente a partir de meados dos anos 90 que foi alicerçando a sua carreira como sideman, o que lhe permitiu preencher a sua agenda com colaborações em estúdio e actuações ao vivo, em Portugal e no estrangeiro, com algumas das mais importantes figuras do jazz nacional, como Bernardo Sassetti, Laurent Filipe ou Maria João e Mário Laginha; e também com músicos internacionais, tais como Rick Margitza, Julian Argüelles, Dave O’Higgins, John Ellis ou Aaron Goldberg. É ainda membro fundador do Trio Ibérico, com o baterista Paulo Bandeira e o pianista espanhol Isaac Turienzo, formação com a qual tem actuado em diversos pontos de Espanha de forma regular. Nelson Cascais afirmou-se, assim, como um nome crucial da cena nacional, pelo que teve oportunidade de tocar nos maiores festivais de jazz do país, como o Jazz em Agosto da Gulbenkian, Serralves, Matosinhos e Loulé, integrando inclusivamente a Orquestra do Festival Guimarães Jazz, sob a batuta da afamada compositora americana Maria Schneider. “Ciclope”, o seu primeiro disco como líder, foi publicado em 2002 pela Tone Of A Pitch, o mesmo selo com que, passados três anos, grava e edita o seu mais recente registo de originais, “Nine Stories”, que nos apresenta hoje nas Lux Jazz Sessions.

http://www.nelsoncascais.net/
www.myspace.com/nelsoncascais

sexta-feira, novembro 23, 2007

FESTIVAL DE MICROFILMES DE LISBOA

Estarão presentes na FNAC do Chiado, a partir das 17h00, Maria João Cruz,Gonçalo Félix da Costa, Directores do Festival de Microfilmes de Lisboa,Nuno Artur Silva das Produções Fictícias e Rui Reininho, um dos convidados,realizadores de MICROFILMES, para apresentar os finalistas do Festival, bemcomo para fazer o balanço daquele que é o primeiro evento completamente dedicado a este tipo de formato de curta duração de filmes. Apareça! E não se esqueça vote no seu Microfilmes favorito em:http://microfilmes.sapo.pt .

Eu tenho um microfilme a concurso, feito numa hora do almoço e montado num fim de tarde. Sem qualquer pretensão, mas divertí-me.

quinta-feira, novembro 22, 2007

Master Class - Quinteto Julian Argüelles / Mário Laginha

Master Class
Quinteto Julian Argüelles / Mário Laginha

23 de Novembro às 18:00
Escola HCP
Travessa da Galé, 36

Entrada Livre

Julian Argüelles / Mário Laginha no HCP

22, 23 e 24 de Novembro às 23:00
Julian Argüelles / Mário Laginha

Julian Argüelles sax tenor
Mário Laginha piano
André Fernandes guitarra (dias 22,23)
Bernardo Moreira contrabaixo
Alexandre Frazão bateria

Hot Clube de Portugal
Praça da Alegria 39, cave
1250-004
Lisboa

Quinta 22 - "poesias para mulheres de 30 anos: leituras adilianas", pelo gato legível (performance literária)

poesias para mulheres de 30 anos
leituras adilianas

22h00 no auditório do Mercado Negro, Aveiro

poemas da menina adília, também
dita a maluquinha de arroios apesar
de esperta e muito, ela que nunca
teve um desgosto de amor pois
nunca se sentiu impedida de amar

obviamente pelo
gato legível

entradas e saídas muito livres

Associação Cultural Mercado Negro
R. João Mendonça, 17, 3800-200 Aveiro
www.myspace.com/mercadonegro_aveiro
www.mercadonegro-aveiro.blogspot.com
mercadonegro.correio@gmail.com

sábado, novembro 17, 2007

Orquestra Metropolitana de Lisboa - Ciclo Clássicos

A Música Clássica, apesar da conotação generalista que lhe é atribuída, é um estilo de composição que se implantou na segunda metade do século XVIII e que se caracteriza pela clareza do discurso, pela simetria e equilíbrio da sua construção. Ainda assim, ela favorece, por vezes, conotações que se afastam destas referências. Que se dirá de uma melodia que fez a alguém lembrar os ursos das feiras, como a Sinfonia n.º 82 de Haydn? Ou de uma partitura que conta a história de um menino destemido, como o Pedro e o Lobo de Prokofiev? Um concerto que, à semelhança do anterior, se dirige a todos os públicos e que conta com a narração de uma das mais emblemáticas actrizes portuguesas do século XX, Eunice Muñoz.

Orquestra Metropolitana de Lisboa
Eunice Munõz narrador
Álvaro Cassuto maestro

sex 23 Nov, 21h30, Pimpões. Caldas da Rainha
sáb 24 Nov, 17h00, Casino Estoril
dom 25 Nov, 17h00, Sala Elíptica do Convento de Mafra

Joseph HAYDN – Sinfonia n.º 82 em Dó maior, O Urso

Sergei PROKOFIEV – Sinfonia Clássica
– Pedro e o Lobo

Um Toque de Jazz - 17 e 18 de Novembro

Sábado, 17/11/2007
Novos discos internacionais (3)
Playground (Manu Katché)
Concert in the Garden (Maria Schneider)
Play (Frank Kimbrough)
Real Aberration (Herb Robertson)
Nightmoves (Kurt Elling)
Live at The London Jazz Festival (Italian Instabile Orchestra)
Pilgrimage (Michael Brecker)

Domingo, 18/11/2007
Concertos portugueses (3)
O quarteto do saxofonista-tenor Martin Jacobsen (Dinamarca) com
Afonso Pais (guit)
Nelson Cascais (cb)
Paulo Bandeira (bat)
num concerto realizado no clube Onda Jazz (Lisboa) em 16.02.07

Um toque de Jazz
Sábado e Domingo às 23h00
Manuel Jorge Veloso
Sábados, novos discos (portugueses e internacionais)
Domingos, gravações exclusivamente realizadas ao vivo
Na Antena 2

sexta-feira, novembro 16, 2007

FIKE - Festival Internacional de Curtas Metragens de Évora


Amanhã o FIKE regressa!

Na noite de abertura do FIKE começámos por fazer uma merecida homenagem ao grande realizador iraniano Kamran Shirdel.

"In the Mood", o filme de abertura vai marcar o tom daquele que será um Festival memorável, ao ritmo do tema de Glenn Miller.

Mais tarde, no Espaço Celeiros FIKE, Paulo Furtado aka Legendary Tiger Man, apresenta o concerto de abertura com o seu trabalho mais recente, Masquerade.

Entretanto, já passaram pelo Auditório Soror Mariana, os primeiros duzentos espectadores mais jovens do Festival, nas sessões de cinema para as escolas.

O workshop de Podcast será realizado durante os dias do Festival, de 16 a 25 de novembro. O primeiro encontro com os formadores terá lugar sexta-feira, dia 16, às 10h no auditório da Universidade de Évora.

O workshop "Entering the Scene"a ser ministrado por David Pope na Fábrica dos Leões entre os dias 19 e 23 de Novembro, entre as 10h e as 18h. David Pope fará um acompanhamento próximo de cada um dos projectos.

Sofia Vitória @ OndaJazz

Dia 17 de Novembro (Sábado)
23h30
Entrada : 7€

Sofia Vitória voz
Júlio Resende piano
João Custodio contrabaixo
João Rijo bateria

"Se com essa frase eu pelo menos cheguei a sugerir que a coisa é muito mais do que consegui dizer, então na verdade eu fiz muito: eu aludi!
Seria esta a nossa máxima concretização: tentar aludir ao que em silêncio sabemos?
O bom de um acto é que ele nos ultrapassa.
Não se sabe de onde se vem e não se sabe para onde se vai, mas que nós experimentamos, nós experimentamos! e é isto o que temos!"
In A Maçã no Escuro, Clarice Lispector

Reservas
OndaJazz: 218 873 064
Restaurante aberto entre 20h até 23h00

sexta-feira, novembro 09, 2007

Jean Pierre Como no OndaJazz

Dias 9 e 10 de Novembro 2007 (Sexta e Sábado)
OndaJazz
23h30
Entrada : 10€

Jean Pierre Como Quarteto
Jean Pierre Como: piano
Louis Winsberg: guitarra
Massimo Cavalli:contrabaixo
José Salgueiro: bateria

Orquestra Metropolitana de Lisboa - Homenagem a Grieg

11 de Novembro 2007
17h00 - Centro Cultural de Belém

No Centenário de Grieg, obras para orquestra e soprano, com destaque para Peer Gynt, excertos musicais intercalados com a tradução portuguesa dos versos de Ibsen.
Edvard Grieg morreu há cem anos, uma efeméride que este concerto pretende assinalar com algumas das mais célebres partituras deste grande músico norueguês. A inconfundível beleza das suas melodias é, desde logo, patente em «Tarde nas montanhas» e «No berço», duas peças que darão início ao concerto do próximo dia 11 – estas foram originalmente escritas para piano e transcritas mais tarde para orquestra pela mão do próprio compositor. Depois, a soprano portuguesa Ana Ferraz emprestará a sua voz a mais quatro magníficas canções.

Abre-se assim caminho à música do Peer Gynt, um conjunto de excertos musicais concebidos para a representação cénica da peça homónima de Henrik Ibsen e que foram estreados em 1876 na cidade de Oslo. No seu todo, é uma obra particularmente representativa da peculiaridade expressiva que caracteriza o legado do compositor, imensa na sua riqueza melódica e harmónica. Todavia, também ilustra exemplarmente a extraordinária beleza e a dimensão filosófica do lirismo escandinavo. Neste concerto recorrer-se-á à tradução portuguesa dos versos do famoso dramaturgo, que serão interpretados pelo actor João Grosso.

Orquestra Metropolitana de Lisboa
Ana Ferraz, soprano
João Grosso, narrador
Coro Voces Caelestes
Sérgio Fontão, maestro do coro
Michael Zilm, direcção

Programa:
Duas Peças Líricas para Orquestra, Op. 68 Aften på höjfeldet (Uma tarde nas montanhas) Bådnlåt (No berço) Quatro Canções com Orquestra Det Første Møde (O primeiro encontro), Op. 21, n.º 1 A Swan (Um cisne), Op. 25, n.º 2 Vom Monte Pincio, Op. 39, n.º 1 Våren (Primavera), Op. 33, n.º 2

Peer Gynt Música cénica para a peça de Henrik Ibsen, Op. 23 (tradução do inglês e adaptação de César Viana)
1. Introdução e Casamento - Prelúdio do 1.º acto
2. Rapto de Ingrid - Prelúdio do 2.º acto
3. No palácio do rei da montanha
4. A filha do rei da montanha
5. A morte de Aase - Prelúdio do 3.º acto
6. O amanhecer - Prelúdio do 4.º acto
7. Dança árabe
8. Dança de Anitra
9. Canção de Solveig
10. Peer Gynt junto à estátua de Memnon
11. O regresso a casa de Peer Gynt
12. Bendita manhã (cântico de Pentecostes)
13. Canção de embalar de Solveig

quarta-feira, novembro 07, 2007

European Film Festival começa Amanhã


A primeira edição do European Film Festival – Estoril que irá decorrer de 8 a 17 de Novembro no Estoril e em Cascais, sob a Direcção Artística de PAULO BRANCO, incluirá uma grande homenagem a PEDRO ALMODOVAR. O realizador espanhol já confirmou que estará pessoalmente no Estoril a acompanhar uma retrospectiva dos seus filmes com vários dos seus
colaboradores habituais.
O Festival irá também prestar homenagem ao cineasta norte-americano DAVID LYNCH, exibindo vários filmes escolhidos pelo próprio realizador.

A não perder. Se puder meter uma semana de férias, meta. Grandes filmes, muitos workshops, e a presença de grandes nomes do cinema Europeu e Mundial.
Tudo no Estoril. Eu farei os impossíveis para ver Almodóvar, um dos meus realizadores preferidos.

Mais Informações:
http://www.europeanfilmfestivalestoril.com/

Showcase Andar Filmes

Showcase Andar Filmes, integrado no Festival Número-Projecta – Festival Internacional de Artes Multimédia, Cinema e Música de Lisboa.

9 e 13 de Novembro pelas 21h45 e 18h45, respectivamente.
A Andar Filmes apresenta neste Festival uma mostra dos trabalhos dos realizadores associados à produtora, incuída na recente categoria do festival, "Produtora Nacional Convidada".

Sobre o Festival
"Entre os dias 8 e 14 de Novembro, Lisboa recebe a oitava edição do Festival Número-Projecta – Festival Internacional de Artes Multimédia, Cinema e Música de Lisboa. Com uma programação distribuída pelos cinemas São Jorge e Quarteto e pelo Centro Cultural O Século, o Número-Projecta’07 é uma organização da associação Número – Arte e Cultura e da Netamorphose, com a colaboração de programação da editora/promotora Variz.org, que pretende fomentar o intercâmbio entre criadores nacionais e internacionais nas áreas da música experimental e do VJing, cinema e vídeo-arte".

terça-feira, novembro 06, 2007

Jan Garbarek Group na Culturgest

Domingo, 11 de novembro de 2007. 21h30

Saxofone Jan Garbarek
Bateria Manu Katche
Piano Rainer Brüninghaus
Contrabaixo Yuri Daniel

"A história já foi contada muitas vezes. Jan Garbarek, com 14 anos, ouviu na rádio John Coltrane e foi uma revelação. Comprou um livro de instruções de saxofone e aprendeu as posições dos dedos antes mesmo de ter um instrumento. “Quando comprei um saxofone já estava realmente preparado para ele. Estava muito, mas muito ansioso”.... (ler mais, no site da Culturgest)

segunda-feira, novembro 05, 2007

Um toque de Jazz - 10 e 11 de Novembro

Sábado, 10/11/2007
Novos discos internacionais (2)
«Maximum Firepower» (Louis Hays & The Cannonball Legacy Band)
«Griot Liberté» (Buster Williams)
«The Inventions Trio» (Bill Mays)
«The Swingin’ Bassoon» (Daniel Smith)
«Follow The Red Line» (Chris Potter, ao vivo no Village Vanguard)
«Abbey Sings Abbey» (Abbey Lincoln)
«For Sentimental Reasons» (Bobby Hutcherson)

Domingo, 11/11/2007
Concertos portugueses (2)
O quarteto da cantora Vânia Fernandes, com:
Júlio Resende (piano)
Hugo Antunes (contrabaixo)
Alexandre Frazão (bateria)
Concerto realizado no clube Onda Jazz (Lisboa) em 15/02/2007

Um toque de Jazz
Sábado e Domingo às 23h00
Manuel Jorge Veloso
Sábados, novos discos (portugueses e internacionais)
Domingos, gravações exclusivamente realizadas ao vivo
Na Antena 2

quarta-feira, outubro 31, 2007

Festa do 1º aniversário do blog Coffeepaste

Actualização de última hora: A festa foi cancelada, por motivos completamente alheios à vontade dos bloggers. Mais informações

É já este Sabado, no Ateneu, a festa de Aniversário do Coffeepaste!

O projecto começou há um ano, iniciativa do Galão e da Bica Curta (aka Carlos e Rita). Eu fui convidado há uns tempos para participar, o que tenho feiro com todo o entusiasmo. As ideias são muitas e em breve haverá novidades. Mas por enquanto, é tempo de festejar. Até Sabado!

03 de Novembro, Sábado - 23h00
No Ateneu - Junto ao Coliseu dos Recreios

DJs
Dandy Cowboys
Fernando Morgado

Visuals by
H.Collective Vjs (Match Your Sound)

Mais Informações em http://coffeepaste.blogspot.com/

segunda-feira, outubro 29, 2007

Festival Temps d'Images 2007

Começa já amanhã, e decorre até 15 de Dezembro, a edição de 2007 do Festival Temps d'Images. Este ano o programa é recheadíssimo e vai literalmente tomar Lisboa de assalto, senão vejam os locais onde existirão eventos:


E os nomes? Aqui ficam apenas alguns, que não dispensam a consulta do prospecto:



  • Ana Tamen

  • Pedro Sena Nunes

  • Cláudia Varejão

  • Vera Mantero

  • João Galante

  • Ana Borralho

  • .. é melhor verem a programaçao completa.

quinta-feira, outubro 25, 2007

Mercado Negro - Aveiro

Como tinha dito, estive em Aveiro no fim-de-semana passado, para ver "Flatland", de Patricia Portela. É um excelente espectáculo, em que o teatro, alguma dança, e o multimédia se cruzam, e dão origem a uma viagem (literal e não só) dos espectadores, por um mundo criado pela coreógrafa, e conduzido com a mestria do multi-talentoso Anton Skrzypiciel. Mantenham-se atentos, e se a performance for reposta, não percam.

Entretanto, conhecí o espaço cultural de Aveiro que está a dar que falar. O Mercado Negro ocupa todo o 2º andar de um prédio em frente à ria. O interior é tão agradável, e está-se lá tão bem, que não se dá pelo tempo passar. Aqui fica o destaque para o concerto de hoje.

Quinta, 25 de Outubro 2007
Sean Riley & the Slowriders
22h30
Auditório do mercado negro.
Entradas a 4 euros na wah wah
"Sean Riley & the Slowriders são hoje um nome incontornável e os seus concertos imperdíveis. Avisa-se logo ao início para se evitarem arrependimentos. Não interessa muito que a sua música honesta seja apelidada de folk, rock ou country blues. Interessa saber que este projecto preenche de uma forma extraordinariamente bela e enérgica um lugar único no campo do songwriting. Com voz e guitarra, Sean Riley dá o mote à dupla que o acompanha: Bruno Simões oscila entre o baixo e as notas sintetizadas, Filipe Costa (ex-Bunnyranch), multi-instrumentista, vagueia de harmónica na mão entre as teclas brancas de um Hammond e as negras de um Rhodes, juntando ainda bombo e pratos. É preciso voltar ao início? Imperdível."

Próximas Datas
26 Outubro - 16h00m - Showcase Fnac Sta. Catarina – Porto (acústico)
26 Outubro - 23h00m – Teatro Passos Manuel – Porto (6 euros)
27 Outubro - 21h00m - Santiago Alquimista – Lisboa (com Mark Kozelek) (15 euros)
28 Outubro - 16h00m - Showcase Fnac Colombo – Lisboa (acústico)
31 Outubro - 22h00m - Showcase Fnac Forum - Coimbra
03 Novembro - 23h00m - In A Bar - Rio Maior (5 euros)
10 de Novembro - 22h30m - Fade In- Orfeão Velho – Leiria (com David Thomas Broughton)
8 de Dezembro - 13h00m - Showcase Nazaré FM/ Programa TrezeQuatorze (acústico)
14 de Dezembro - Concerto na Associação Convívio – Guimarães (acústico)
1 de Fevereiro - 23h00m - Alfa Bar - Maceira-Leiria
2 de Fevereiro - 23h00m - Sociedade Harmonia Eborense - Évora
08 Fevereiro - 22h30m - Centro Artes e Espectáculos – Portalegre


www.myspace.com/seanrileymusic
www.myspace.com/mercadonegro_aveiro

Associação Cultural Mercado Negro
R. João Mendonça, 17, 3800-200 Aveiro
www.myspace.com/mercadonegro_aveiro
www.mercadonegro-aveiro.blogspot.com
mercadonegro.correio@gmail.com

Um Toque de Jazz - 27 e 28 de Outubro

Sabado, 27 de Outubro 2007
Novos discos portugueses (4)
Open Textures e Open Waves Concert pelo flautista Carlos Bechegas, respectivamente com Barry Guy e Joëlle Léandre (contrabaixo)

Surface pelo saxofonista Rodrigo Amado. Com
Carlos Zíngaro (vl)
Thomas Ulrich (vlc)
Ken Filiano (cb)

Domingo, 28 de Outubro 2007
Concertos internacionais (4)
A versão moderna de Birth of The Cool (obra histórica do trompetista Miles Davis) pelo Caratini Ensemble (França). Com
Claude Egea e Pierre Drevet (trp)
Denis Leloup (trb)
François Touiller (tb)
François Bonhomme (tpa)
André Villeger e Rémi Sciutto (sax)
Pierre de Bethmann (pn)
Thomas Grimmonprez (cb)
Patrice Caratini (cb e Dir.)
no Théatre de Verdure (Montréal, Canadá) em 19.08.06. Gravação Euroradio

Um Toque de Jazz
Sábado e Domingo às 23h00
Manuel Jorge Veloso
Sábados, novos discos (portugueses e internacionais)
Domingos, gravações exclusivamente realizadas ao vivo

Aniversário OndaJazz - 26 Outubro

Aniversário OndaJazz
Big Band Reunion e Big Jam Session
Dia 26 de Outubro (Sexta) 23h00
Entrada :6€

O OndaJazz festeja o seu terceiro aniversário.
Inúmeros músicos Portugueses e internacionais passaram ao longo dos últimos 3 anos pelo palco deste clube Lisboeta. Nomes como Mário Laginha, Sara Tavares, Jorge Palma, Bernardo Sassetti, Mafalda Sacchetti, Joana Rios, Bernardo Moreira, Mário Delgado, Filipe Melo, e Carlos Barretto, são apenas alguns dos artistas que contribuiram para o lindo número de mais de 800 concertos aqui realizados.

Às 23h00 a Reunion Big Jazz Band aquece o ambiente para a Jam Session que se espera em grande.

OndaJazz
Arco de Jesus, 71100-033
Alfama - Lisboa
(junto ao Campo das Cebolas)

sábado, outubro 20, 2007

FLATLAND Trilogia em Aveiro

FLATLAND Trilogia
Teatro Aveirense
Sexta, 19 de Outubro de 2007 , 21h30
Sábado, 20 de Outubro de 2007 , 21h30
Hoje já vai tarde, mas amanhã se estiver em Aveiro ou perto, não perca a Trilogia Flatland. Trata-se de uma criação de Patricia Portela, que cruza Dança, Teatro, e Multimédia, num espectáculo que promete manter o público interessado do princípio ao fim... Mas não convem revelar. O que convém é não faltar no Teatro aveirense, e ver o grande Anton Skrzypiciel em acção. Até amanhã!

Sinopse
"Flatland I (Para Cima e não para Norte)" é o primeiro de 3 episódios que contam a trágica vida de um Homem Plano que um dia descobre que lhe falta uma terceira dimensão. Nesta primeira parte, podemos seguir O Homem Plano na sua reflexão pelos mundos da bidimensionalidade e da perspectiva até descobrir que a sua existência temporária no mundo 3D é possível se existirem espectadores a olhar para ele. Contente com a descoberta mas descontente com a dependência, o homem plano inicia uma estratégia para conquistar uma imortalidade tridimensional."

Na segunda parte, O Homem Plano apresenta uma estratégia infalível para se manter eternamente no mundo 3D. Apercebendo-se da vantagem que é ter uma dimensão a mais, organiza uma excursão pelo mundo da ilusão e do terrorismo e convida-nos a participar. O homem Plano descobre que a máquina de produção da realidade é o espectáculo e através da repetição de imagens, numeros de cabaret e circo, o Homem Plano mantem o espectador atento, e consequentemente, mantem-se "real" no mundo 3D, rodeado de cameras de vigilância, espelhos retrovisores e projecções em tempo real. Por um momento, o mundo obedece mais uma vez, a uma construção paralela do próprio mundo. Teatro é terrorismo e Terrorismo transforma-se em teatro: Ambos criam ficção em tempo real! O homem plano conquista a imortalidade tridimensional através do loop. O Homem Plano percebe que andam à sua procura e que o rapto dos espectadores não poderá ser sustentado eternamente como planeado. O Homem Plano liga a rádio e a televisão. Em todos os media se fala dele. O Homem Plano percebe que para "ser e ser visto" e existir para todo o sempre no mundo "real" o melhor é mesmo ser jornalista e haverá sempre um foco e uma câmara atrás de si. A partir daqui, a história continua através da televisão.
Ficha Técnica
Texto , imagem e coordenação: Patricia Portela
Interpretação: Anton Skrzypiciel
Design sonoro: Christoph de Boeck
Apoio técnico e composição gráfica de clips Flatland I e II: Helder Cardoso
Layout e programação do livro, dvd e notícias: Irmã Lucia efeitos especiais

quinta-feira, outubro 18, 2007

Bernardo Sassetti a solo no Mudas Jazz Sessions

Queriam um fim-de-semana cheio de Jazz?

Queriam um fim-de-semana cheio de Jazz? Então cá está! Uma pessoa nem sabe para onde se virar. Eu sei, vou "fugir" para Aveiro, para outro tipo de espectáculo. Mas se tivesse de escolher, ficaria pelo CCB para ver o "monumental" Chick Corea.

Paula Oliveira (quinteto)
18, 19 e 20 de Outubro - 23:00
Hot CLube de Portugal - Lisboa

Filipe Melo / Bruno Santos Quarteto
19 Outubro 2007- 21h30
Loulé

Joe Lovano Quartet
19 Outubro 2007- 21h30
Aula Magna - Lisboa

Chick Corea
20 Outubro 2007 - 21h00
Grande Auditório - CCB

Billy Cobham
20 Outubro 2007 - 22h00
Douro Jazz

Chick Corea
21 Outubro 2007 - 21h30
Coliseu do Porto

quarta-feira, outubro 17, 2007

Mariza no David Letterman Show

Por ser uma ocasião rara, aqui fica o registo de Mariza no show de David Letterman. Que ela é boa já sabemos. Os americanos é que estão um pouco mais atrasados em termos de gostos musicais :-) Pode ser que aos poucos isso mude. Silencio.........

terça-feira, outubro 16, 2007

Concerto: Filipa Pais e João Paulo no OndaJazz

18 de Outubro de 2007 (Quinta-feira)

23H00

Entrada :7 €

Filipa Pais: voz

João Paulo Esteves da Silva: piano

Detalhes em http://www.ondajazz.com

sexta-feira, outubro 12, 2007

Festival (Blues) Sons do Mundo - 11 a 13 Outibro - Portalegre


Madonna dá Tampa à Indústria Discográfica

Cada vez mais músicos estão a procurar alternativas para parte ou a totalidade das suas carreiras discográficas.

Ultimamente, os Oasis, Jamiroquai, e Nine Inch Nails anunciaram o seu afastamento da indústria discográfica. E não são bandas quaisquer.
Agora é a vez de Madonna. Notícias avançam que a cantora fez o mesmo, tendo assinado um contrato com a empresa de promoção de concertos Live Nation para o lançamento de 3 álbuns, a promoção das respectivas tournées, e a venda de merchandising.

Este negócio é diferente do levado a cabo pelos Nine Inch Nails, pelo que Madonna não vai vender os seus álbuns directamente ao público.
Mas esta acção mostra que mesmo para um grupo de alcance mundial, uma companhia discográfica já não é necessária, nestes dias de downloads digitais e de partilha P2P.

Não são certamente boas notícias para uma indústria que acordou tardiamente para esta questão e que, mesmo depois de acordar, está a dar passos manifestamente mais lentos do que a alucinante velocidade em que evoluem as tecnologias. É o peso de um passado de monopólio. Só que os sinais estão aí há já algum tempo. É preciso mudar mesmo! Não apenas falar disso.

É que, se Madonna muda, quantos artistas se seguirão?

[artigo original da TechCrunch, de onde este post foi (livremente) adaptado]

Concerto - Maria João em Sintra - 12 Outubro, Sexta-Feira

12 de Outubro
Centro Cultural Olga Cadaval - Sintra
22h00

Maria João - "JOÃO"




Maria João voz
Mário Delgado guitarra
Demian Cabaud contrabaixo
Eleonor Picas harpa
Alexandre Frazão bateria

http://www.mariajoao.org/

Bilhetes à venda nos locais habituais, e no Centro Cultural Olga Cadaval)

quinta-feira, outubro 11, 2007

John Schröder Quartet no Hot Clube

John Schröder Quartet
11, 12 e 13 de Outubro
23:00

John Schröder piano
Christian Weidner sax alto
Stephan Bleir contrabaixo
Olivier Steidler bateria

Hot Clube de Portugal
Praça da Alegria 39, cave
1250-004
Lisboa

terça-feira, outubro 09, 2007

Um toque de Jazz - Outubro 2007

Sábado, 13/10/07
Novos discos portugueses (2)
«Given Soul» pelo quarteto do trompetista Hugo Alves
«Whishful Thinking» pelo quinteto do saxofonista Alípio C. Neto
«Memórias de Quem» pelo pianista João Paulo Esteves da Silva
«Espaço» pelo trio do pianista Mário Laginha

Domingo, 14/10/07
Concertos internacionais (2)
O trio da cantora-pianista Denna DeRose (EUA) com Martin Wind (contrabaixo) e Matt Wilson (bateria), no Festival Jazz Baltica (Bad Salzau, Alemanha) em 02.07.06.
Gravação Eurorádio

Sábado, 20/10/07
Novos discos portugueses (3)
«Portology» pelo saxofonista norte-americano Lee Konitz com a Orquestra de Jazz de Matosinhos sob a direcção de Oham Talmor
«Story Teller» pelo quarteto da cantora Marta Hugon
«In Loko» pelo sexteto do contrabaixista Carlos Barretto.

Domingo, 21/10/07
Concertos Internacionais (3)
O trio «Gatecrach» do trompetista Eric Vloeimans (Holanda) com o pianista Anton Goudsmith e o pianista Harmen Fraanje no Pequeno Auditório do Concertgebouw (Amesterdão) em 11.02.05. Gravação Eurorádio.

Sábado, 27/10/07
Novos discos portugueses (4)
«Open Textures» e «Open Waves Concert» pelo flautista Carlos Bechegas, respectivamente com Barry Guy e Joëlle Léandre (contrabaixo)
«Surface» pelo saxofonista Rodrigo Amado, com Carlos Zíngaro (violino), Thomas Ulrich (violoncelo) e Ken Filiano (contrabaixo).

Domingo, 28/10/07
Concertos internacionais (4)
A versão moderna de «Birth of The Cool» (obra histórica do trompetista Miles Davis) pelo Caratini Ensemble (França) com Claude Egea e Pierre Drevet (trompetes), Denis Leloup (trombone), François Touiller (tuba), François Bonhomme (trompa), André Villeger e Rémi Sciutto (saxofones), Pierre de Bethmann (piano), Thomas Grimmonprez (contrabaixo) e Patrice Caratini (contrabaixo e direcção) no Théatre de Verdure (Montréal, Canadá) em 19.08.06. Gravação Eurorádio.

RDP - ANTENA 2
Um programa de Manuel Jorge Veloso, transmitido aos Sábados e Domingos
23h05 - 24h00

Teoria Musical - Novo site

"O Teoria Musical é um projecto que surgiu com o objectivo de colmatar a falha que há, em Portugal, no que respeita ao estudo de teoria musical na Internet. ... não pretende substituir as aulas teóricas de música, pretende apenas disponibilizar exercícios que permitam praticar a teoria já aprendida."

Os exercícios disponíveis neste momento são:
  • Comparação de Intervalos
  • Identificação de Intervalos
  • Identificação de Acordes
  • Inversões
  • Cadências
  • Identificação de Escalas

Para breve estão prometidos exercícios nas áreas de Ritmos e Ditado Melódico. Pessoalmente achei muito útil. Já tive formação musical, mas os anos enferrujaram a minha memória. Um exercício ou dois por dia são uma óptima forma de manter o ouvido em forma. Conto fazer várias visitas a este site.

segunda-feira, outubro 08, 2007

Concerto comemorativo do 4º aniversário do blog Jazz no País do Improviso

Concerto comemorativo do 4º aniversário do blog Jazz no País do Improviso
Quarta-feira, 9 de Outubro - 23:00
Hot Clube de Portugal

Herb Geller sax alto
Filipe Melo piano
Bruno Santos guitarra
Nelson Cascais contrabaixo
Bruno Pedroso bateria

Hot Clube de Portugal
Praça da Alegria 39, cave
1250-004 Lisboa

quinta-feira, outubro 04, 2007

Angra Jazz - 04 a 06 Outubro 2007

Começa hoje a 9ª edição do AngraJazz.
O Angrajazz é um festival que se realiza anualmente em Angra do Heroísmo, Ilha Terceira, Açores.

Quem morar na Terceira não tem desculpa para não ir.
Quem morar nas outras ilhas também não.
E quem mora no continente, tivesse tirado férias :)

Vou estar atento à proxima edição.
Não que precise de um pretexo para ir conhecer os Açores, mas assim sempre é uma motivação extra.

Aqui fica o programa detalhado.

04 de Outubro, Quinta-feira

21h30
Laurent Filipe Quinteto
Laurent Filipe – Trompete e voz
Bruno Santos – Guitarra
Filipe Melo – Piano
João Custódio – Contrabaixo
Paulo Bandeira – Bateria

23h30
Roberta Gambarini Quarteto
Roberta Gambarini – Voz
Kirk Lightsey – Piano
Reggie Johnson – Contrabaixo
Douglas Sides – Bateria

05 de Outubro, sexta-feira

21h30
Orquestra Angrajazz com Afonso Pais
Pedro Moreira e Claus Nymark, direcção
Afonso Pais – Guitarra

23h30
Benny Golson Sexteto
Benny Golson – Saxofone
Eddie Henderson – Trompete
Philip Harper – Trompete
Mike LeDonne – Piano
Reggie Johnson – Contrabaixo
Carl Allen – Bateria

Dia 6 de Outubro, sábado

21h30
Jim Hall Trio
Jim Hall – Guitarra
Geoffrey Keezer – Piano
Scott Colley – Contrabaixo

23h30
Monk's Casino
Alexander von Schlippenbach – Piano
Jan Roder – Contrabaixo
Uli Jenessen – Bateria
Axel Doerner – Trompete
Rudi Mahall – Clarinete baixo

Actividades paralelas
Dias 4 a 6 de Outubro, Átrio Principal
Venda de artigos Angrajazz
Feira do disco com as distribuidoras Trem Azul, Discantus e Dargil.
Exposições de fotografia de António Araújo.

quarta-feira, outubro 03, 2007

Hot Clube - Quarteto de Nuno Correia

Quarteto de Nuno Correia
04, 05 e 06 de Outubro
23:00

Gonçalo Marques trompete
Rui Caetano piano
Nuno Correia contrabaixo
Alexandre Alves bateria

terça-feira, outubro 02, 2007

3ª Gala de Prémios da Fundação Luso-Brasileira

A 3ª Gala de Prémios Fundação Luso-Brasileira é já hoje, 02 de Outubro, no Casino Estoril.

Durante um espectáculo musical com duplas inéditas de cantores brasileiros e portugueses, os Prémios da Fundação Luso-Brasileira 2007 vão ser atribuídos à Fundação Calouste Gulbenkian, ao Real Gabinete de Leitura, do Rio de Janeiro, à empresa Sonangol e à triatleta Vanessa Fernandes.
O valor dos bilhetes reverte a favor da ACREDITAR - Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro.
Este evento será gravado pela RTP e emitido muito em breve.

Os duetos inéditos são:

  • Jorge Palma + Fernanda Abreu

  • Sérgio Godinho + Francis Hime

  • Camané + Mônica Salmaso

  • Maria João & Mário Laginha + Chico César

segunda-feira, outubro 01, 2007

DVD - 3 Pianos - Lançamento na FNAC Chiado

3 Pianos - Bernardo Sassetti, Mário Laginha e Pedro Burmester
Lançamento 01 de Outubro - FNAC Chiado - 13h00

Bernardo Sassetti, Mário Laginha e Pedro Burmester alinharam um repertório que varreu o jazz de lés a lés e não deixou de parte momentos mais eruditos. Intimismo, boa disposição e instantes vincadamente arrepiantes transportam para um mundo perfeito os amantes do piano.
3 Pianos é um espectáculo imperdível, que se torna agora acessível a todos em formato DVD. Registado ao vivo no grande auditório do CCB, em Lisboa, o concerto apresentado reúne performances a solo, em duo e em trio, que percorrem o repertório individual de três dos melhores pianistas nacionais da actualidade. A apresentação conta com a presença dos 3 pianistas

sexta-feira, setembro 28, 2007

SubWay01 - Festival de Microfilmes

Aqui fica o primeiro microfilme que enviei para o Festival de MicroFilmes que o Sapo e as Produções Fictícias estão a levar a cabo. Chama-se SubWay01, foi feito com o meu telemóvel numa hora do almoço, e montado numa tarde. Penso que é o primeiro filme em telemóvel que lá apareceu. Conto enviar mais, não só porque quero aprender mais sobre este meio, mas também porque o prémio é muito aliciante. Dêem uma olhada por lá. Por enquanto ainda não há muitos participantes, mas há esperança que apareçam alguns vídeos verdadeiramente bons. Suponho que o que importa é aproveitar a liberdade que hoje existe e a variedade de meios, e participar.

quinta-feira, setembro 27, 2007

Concerto - Ficções - Onda Jazz

É este Sábado o concerto de Ficções no Onda Jazz.

Com três discos editados, este grupo já conheceu diversas formações - por aqui passaram alguns dos mais conceituados músicos portugueses e também estrangeiros - e esteve presente em vários festivais. Os albuns são: Aqua (1992), Zambra (1995), e Ocidental Praia (2001).

Rui Luís Pereira (Dudas) : Guitarras e Alaúde (Oud)
Guto Lucena : Saxofones e Flauta
Ruben Alves : Piano
Yuri Daniel : Baixo Eléctrico e Contrabaixo
Carlos Miguel : Bateria

Ficções
Bar Onda Jazz
29 Sábado, 23h30
Entrada :7€

quarta-feira, setembro 26, 2007

Novo CD de Queen Latifah - Trav’lin’ Light

“Latifah knows what she’s doing, phrasing with warmth and a touch of jovial flirtation. At least there’s one rapper who can sing.
The New York Times

Trav’lin’ Light é o novo álbum da actriz e cantora Queen Latifah. Neste album editado pela Verve Records, explora ambientes pop, R&B, e jazz, com interpretações de canções tornadas célebres por nomes como Peggy Lee, Etta James, Sarah Vaughan, Nina Simone, Shirley Horn, Carmen McRae, Roberta Flack, Mary Wells, Phoebe Snow. Não foi pequeno o desafio, como os nomes atrás indicam.
O album inclui também o tema “I Know Where I’ve Been”, que Latifah interpreta como Motormouth Maybelle no filme Hairspray.
Comprar na Amazon.uk

Novo CD de Herbie Hanckock - River: The Joni Letters

River: The Joni Letters
"O lendário e inovador pianista Herbie Hancock explora o mundo de outra pioneira musical, Joni Mitchel.
Este é a primeira gravação de Hancock pela Verve, desde "Gershwins' World", que lhe valeu o Grammy em 1998.
Inspirado em partes iguas pelas letras poéticas e melodias únicas de Mitchel, os músicos conseguem um equilibrio perfeito entre a estética da improvisação Jazz, e a emoção da musica pop da melhor qualidade
."

Esta é uma tradução livre da descrição do CD pela editora Verve. Eu apenas ouvi alguns excertos no site da Amazon, que certamente pedem audição cuidada do álbum completo.

Se o génio de Herbie Hancock não fosse razão suficiente para comprar o CD, vejam só algumas das participações especiais que podem encontrar neste CD: Wayne Shorter, Dave Holland, Norah Jones, Tina Turner, Luciana Souza, Leonard Cohen, e claro, a própria Joni Mitchell.

E, já agora, o alinhamento, para irem a correr comprar o disco (eu sei que vou):

1. Court And Spark
2. Edith And The Kingpin
3. Both Sides Now
4. River
5. Sweet Bird
6. The Tea Leaf Prophecy (Lay Down Your Arms)
7. Solitude
8. Amelia
9. Nefertiti
10. The Jungle Line

terça-feira, setembro 25, 2007

Atlantic Waves 2007

Já é conhecido o programa do festival Atlantic Waves 2007. Este festival realiza-se anualmente em Londres, no Reino Unído, desde 2001.

"The Grand Divas of Fado" e "Portuguese Guitar Masters" são dois dos principais programas desta edição, que levará até Londres artistas como Beatriz da Conceição, Aldina Duarte, António Chaínho, e Joana Amendoeira.

sexta-feira, setembro 21, 2007

Sons da Música - Novo programa na RTP2

Sons da Música
Sábados, 12h30 -
RTP2

No próximo Sábado, dia 22 de Setembro de 2007, é transmitido o primeiro episódio.
Em cada programa, será apresentado um instrumento musical diferente, ponderando as principais características que lhe estão associadas. O primeiro instrumento contemplado será o piano. Seguir-se-ão outros doze. Aqui fica a lista completa dos programas:

22 de Setembro - Piano, com António Rosado
29 de Setembro - Guitarra, com Júlio Guerreiro
06 de Outubro - Violino, com Alexei Tolpygo e os Pequenos Violinos da Metropolitana
13 de Outubro - Flauta, com Nuno Inácio
20 de Outubro - Viola, com Irmã Skendri
27 de Outubro - Trombone, com Reinaldo Guerreiro
03 de Novembro - Violoncelo, com Paulo Gaio Lima
10 de Novembro - Clarinete, com Nuno Silva
17 de Novembro - Marimba, com Pedro Carneiro
24 de Novembro - Trompete, com Sérgio Charrinho
01 de Dezembro - Cravo, com Marcos Magalhães
08 de Dezembro - Oboé, com Pedro Ribeiro
15 de Dezembro - Contrabaixo, com Pedro Wallenstein


Mais informações em www.myspace.com/sonsdamusica

quinta-feira, setembro 20, 2007

Clean Feed Festival II New York

O Cornelia Street Café, em Nova Iorque foi o local escolhido para receber a segunda edição do Clean Feed Festival.
Nas palavras de Pedro Costa, da Clean Feed, "para este segundo ano, e no seguimento do sucesso que foi a realização da primeira edição no clube Barbés em Brooklyn, resolvemos mudar o festival para a Big Apple e para o conceituado Clube/Restaurante Cornelia Street Cafe".
Aquele responsável adianta ainda que "Nova Iorque, uma das capitais mundiais do Jazz, Chicago, Oslo e Estocolmo poderão ser as outras - é aquela que reune mais músicos Clean Feed pelo que julgamos muito interessante reunir alguns desses músicos e realizar um evento que celebre o espírito da editora, associando músicos e público. Se é em Brooklyn que mora a maior comunidade de músicos de Nova Iorque, não deixa de ser verdade que é ainda para Manhattan que flui o maior número de público

Quinta, 20 Setembro 2007

Patrick Brennan’s Present Personic (20h30)
Patrick Brennan (saxofone alto)
Lisle Ellis (contrabaixo)
Bern Nix (guitarra)

Alípio C Neto Quartet (21h30)
Alípio C Neto (saxofone tenor)
Roy Campbell (trompete)
Ken Filiano (contrabaixo)
Michael TA Thompson (soundrythium percussionist)

Sexta, 21 Setembro 2007

Russ Lossing Metal Rat (21h00)
Russ Lossing (piano)
Mat Maneri (violino)
Sean Conly (contrabaixo)

Ravish Momin’s Trio Tarana (22h00)
Brandon Terzic (oud)
Sam Bardfeld (violino)
Ravish Momin (percussão)

Adam Lane’s Full Throttle Orchestra (23h00)
Nate Wooley, Taylor Ho Bynum (trompetes)
Avram Fefer, Michael Attias, David Bindman (palhetas)
Reut Regev, Tim Vaughn (trombones)
Adam Lane (contrabaixo)
Igal Foni (bateria)

Sábado, 22 Setembro 2007

Gerry Hemingway Quartet (21h00)
Ron Horton (trompete)
Ellery Eskelin (saxofone tenor)
Mark Helias (contrabaixo)
Gerry Hemingway (bateria)

Free Range Rat (22h00)
John Carlson (trompetes)
Eric Hipp (saxofone tenor)
Shawn McGloin (contrabaixo)
Gorge Schuller (bateria)

Michaël Attias Quintet: Twines of Colesion (23h00)
Michaël Attias (saxofones tenor e alto)
Tony Malaby (saxofones tenor e soprano)
Russ Lossing (piano)
John Hebert (contrabaixo)
Nasheet Waits (bateria)

Domingo, 23 Setembro 2007

Ethan Winogrand Quartet (20h30)
Steven Bernstein (trompete)
Ross Bonadonna (guitarra)
Thomson Kneeland (contrabaixo)
Ethan Winogrand (bateria)

Rob Brown Trio (21h30)
Rob Brown (saxofone alto)
Daniel Levin (violoncelo)
Satoshi Takeishi (percussão)

Mais informações aqui: http://www.cleanfeed-records.com/cffest.asp.
Via http://improvisosaosul.weblog.com.pt/

quarta-feira, setembro 19, 2007

Burgher King Lear no Porto

Burgher King Lear

Teatro Carlos Alberto
Porto
20-23 Setembro 2007
Quinta-feira a Sábado 21h30
Domingo 16h00




Anton Skrzypiciel e Miguel Borges interpretam Burgher King Lear, uma criação de João Garcia Miguel. Anton Skrzypiciel é o rei louco. Será louco? Miguel Borges assume todas as outras personagens da peça. Dois actores que valem por vinte, em duas horas que passam num instante, tal a qualidade do texto adaptado por Garcia Miguel, e das interpretações. A não perder. Aqui fica um excerto de uma entrevista concedida pelos criadores a Cláudia Galhós, em Janeiro de 2007.


“Porquê ter uma espécie de medo de chegar ao texto e atacá-lo de frente?”*

Processo

Anton Skrzypiciel Louco e intenso. Olhas para este texto e pensas: “É tão belo, tão extraordinário, mas tão imenso”… Isso faz com que as emoções em que és apanhado a representar ou a integrar sejam indescritíveis. Houve um momento muito importante, quando chegámos ao ponto de decidir que não podíamos dividir a personagem do rei Lear por duas pessoas e que isso tinha de ficar estabelecido. Ao capturá-la apenas em duas pessoas, tens a consciência de que estás a pedir ao público que identifique muito claramente o que são ou quem são aquelas personagens. E o que dizem sobre o mundo.

Miguel Borges Foi muito marcado pelo facto de serem dois actores a fazer uma peça com mais de vinte personagens. Acho que foi aí que tudo começou. Surgiu o primeiro problema, os problemas são óptimos. A partir daí tudo se começou a maquinar e desenvolver. Se tens dois actores, como é que contas uma história com tantas pessoas? Tens de pôr os actores a fazer as outras personagens. Isso cria a confusão geral, porque o público não vai perceber nada. Essa dificuldade, em si, determina muita coisa. Depois temos de ir resolvendo esses problemas de compreensão. As nossas discussões foram muito baseadas nisso.

Anton Skrzypiciel Cortámos muito texto, mas também inserimos muitas coisas. Houve momentos que saíram porque quebravam o ritmo e houve escolhas muito práticas, que sentíamos que não faziam sentido quando ensaiávamos. Surgiu ainda a ideia de dividir a personagem ainda mais. E o Jonas [João Garcia Miguel] dizia “é intolerável, é intolerável”, porque algumas coisas não faziam sentido. Este sentido do mundo disjuntado, que também acontece por causa das acções do Lear, é apanhado pelo público, porque nós fragmentámos a peça. Portanto, ele está num terreno muito instável. E o Jonas gosta muito desta sensação, ele gosta que o público não apanhe tudo. Mas o interessante é que ele também pensa que o público tem de compreender algo, pelo menos de vez em quando…

Palhaços
Anton Skrzypiciel O Jonas e a Ana Luena, a figurinista, que também é encenadora, chegaram um dia e disseram que nos íamos vestir de palhaços. E isso aconteceu num momento avançado dos ensaios, mas fez muito sentido…


João Garcia Miguel Já tinha esta ideia dos palhaços há muito tempo. Era muito clara para mim, mas era complicado dizer ao Anton e ao Miguel que iam fazer de palhaços, era esquisito. Havia uma imagem que se misturava com a ideia dos palhaços, que depois foi trabalhada. O Anton, a certa altura, falou do homem inglês, como se vestia para jogar golfe… Começámos a trabalhar a partir daí, mexer também um pouquinho com a ideia dos palhaços, ver como é que essa imagem que o Anton trouxe influenciava a ideia dos palhaços. Trabalhei isso com a Luena, mas eles, ao introduzirem essas ideias na sua lógica de representação, deram-lhe um sentido mais vasto, mais amplo. Quando propus um tom um pouco clownesco, eles reagiram com entusiasmo, que era fantástico. Disseram-me que isso lhes resolvia um problema que, na verdade, eu nem tinha sentido. Que era ainda e sempre o problema da representação. Essa máscara permite imensa liberdade, permite fazer coisas verdadeiramente ousadas, que não farias como actor a encarnar uma outra personagem. É estranho.

Liberdade
João Garcia Miguel Uma das coisas que eu, o Anton e o Miguel andamos a fazer na vida é procurar uma certa dimensão de liberdade. Queremos ser livres com o que fazemos e usar isso para viver e para nos relacionarmos com os outros e com o mundo. Por isso achei que um dos sublayers mais ocultos e profundos desta peça devia ser essa dimensão da liberdade do Homem, que o Lear também procura aqui. Essa loucura também toca a ideia da liberdade, de te libertares de uma série de coisas, de fazeres um bocado o papel de maluco, de palhaço. Só que quando quebras essa regra, como o Lear, nesse processo de liberdade, às vezes escorregas para lugares que podem ter dimensões descontroladas e inesperadas…

É disto que se trata
João Garcia Miguel Quando o Anton e eu descobrimos que o Harold Bloom diz que o Shakespeare é “a invenção do humano”, tudo aquilo começou a fazer ainda mais sentido.

Anton Skrzypiciel O processo da peça é essa descoberta do ser humano em Lear, de quem ele realmente é. Começa de um modo muito simples, e à medida que a peça vai evoluindo ele vai revelando-se. Tudo lhe é retirado, tudo o que ele tem ou alguma vez foi. Fica o ser humano, esse ser destruído, no final.

João Garcia Miguel E isso remete para tudo. Para a dimensão plástica, para a cenografia, a música, os figurinos, a relação com o texto, a relação entre os actores. Em todas as minhas peças tenho procurado essa questão do humano, que tem esta fantasia da perfeição, que procura constantemente. A perfeição é uma fantasia, a fantasia do próprio humano, que é imperfeito, cheio de riscos, e de sangue e joelhos tortos e cabeças partidas e mau cheiro.

Anton Skrzypiciel O Lear quer deixar de ser rei para ser um homem. E o que ele descobre enquanto ser humano normal é realmente algo de muito inesperado e inimaginável. Às tantas, ele percebe que nunca soube nada sobre como as pessoas realmente são. Ele nunca imaginou que seria tão vulnerável ao mundo. É disto que se trata.Vai-lhe às trombas.

João Garcia Miguel Nas últimas peças que fiz, desde 2002 para cá, as personagens falam todas que se desunham, aquilo tem imenso texto, mas não sei porquê. Pode mudar a qualquer momento e disparar para outra lógica qualquer. Trabalhar com os textos é uma necessidade que sinto neste momento. Talvez tenha a ver com a minha ignorância, a necessidade de conhecer outras coisas. E também acho que os mortos andam a querer falar connosco, e nós andamos um bocadinho surdos em relação a isso. É muito importante perceber o que outras pessoas pensaram, o que outras pessoas viveram. Os gajos viveram coisas muito malucas, tão malucas quanto as nossas. Nós estamos, da maneira mais humilde possível, a tentar fazer bom teatro. E o bom teatro faz-se com bons textos. Mas não podemos ter medo do texto, nem tentar fazê-lo à parva como a maior parte do pessoal faz. Porquê ter uma espécie de medo de chegar ao texto e atacá-lo de frente? Ele está ali mesmo a pedir porrada. Se gostas dele, vai-lhe às trombas. O amor é feito desta intensidade, não tens de ter medo.

*Montagem e adaptação de excertos de uma entrevista inédita concedida por João Garcia Miguel, Anton Skrzypiciel e Miguel Borges a Cláudia Galhós (Jan. 2007).

tradução, adaptação e encenação João Garcia Miguel
cenografia e figurinos Ana Luena
música Rui Lima, Sérgio Martins
desenho de luz Mário Bessa
vídeo Jaime Gonçalves
caracterização Jorge Bragada

interpretação Anton Skrzypiciel, Miguel Borges

video - promo para o concerto da Maria João em Sintra (02)


Aqui fica mais um video que fiz, a promover o concerto que a Maria João dará em Sintra, no próximo dia 12 de Outubro.

12 Outubro 2007
Centro Cultural Olga Cadaval
Sintra
Maria João voz
Mário Delgado guitarra
Demian Cabaud contrabaixo
Eleonor Picas harpa
Alexandre Frazão bateria
http://www.mariajoao.org/

Dança - DançArte - Segredo de Especiarias - Palmela

"Segredo de Especiarias"
28 e 29 de Setembro - 22h00
Teatro S. João - Palmela

"Segredo de Especiarias" é o último espectáculo de um ciclo entitulado "Segredos", que começou em 2005, e cujos anteriores temas foram Café, Chocolate, Sal, Açúcar, e Chá. Uma das bailarinas da Companhia DançArte é a minha amiga, ex-colega de curso, e colega de blog, Rita Lucas Coelho. A não perder, pois então! :-)

terça-feira, setembro 18, 2007

Concerto - André Fernandes 4teto em Oeiras

21 de Setembro 2007
Ciclo Internacional de Jazz de Oeiras
Auditório Eunice Muñoz
Oeiras - 22h00
André Fernandes guitarras
Mário Laginha piano
Nelson Cascais contrabaixo
Alexandre Frazão bateria
“A sua música atinge uma elaboração e requinte extremos”. Retirada do jornal Público, esta apreciação do modo como André Fernandes trata os sons é apenas uma entre muitas definições que a crítica especializada utiliza para classificar a arte do guitarrista. Entre muitas outras virtudes, André Fernandes soube rodear-se de músicos de grande qualidade: Mário Laginha no piano, Nelson Cascais no contrabaixo e Alexandre Frazão na bateria. O resultado só podia ser muito bom, como se provará mais uma vez, agora em Oeiras, no âmbito do Ciclo Internacional de Jazz da Cidade. O quarteto tem um novo disco com saída prevista para breve.

segunda-feira, setembro 17, 2007

Video: The Zawinul Syndicate + Maria Joao - Caicó

2002

jazz.pt - Edição de Setembro / Outubro 2007 já nas bancas

Está nas bancas, em algumas pelo menos, a mais recente edição da revista jazz.pt. Desta vez o destaque vai para a entrevista feita ao pianista e compositor Bernardo Sassetti.

Aqui fica o alinhamento:
Notícias
Jazz Bridges
New York is now
A estante do Miguel
Ciberjazz
Perfil: José Menezes
Às escuras: Bruno Santos
Preview
Portugal Jazz
Report: Especial Festivais
Entrevista
.Bernardo Sassetti
.Borbetomagus
Forward
.Escola de Música da Nazaré
.Patrick Brennan
33 1/3 R.P.M.
Ponto de Escuta
30+

Cool Hipnoise nas Lux Jazz Sessions

Quarta, 19 de Setembro 2007, 23h00

Marga Munguambe (voz)
Milton Gulli (voz)
João Gomes (teclados)
Tiago Santos (guitarras)
Francisco Rebelo (baixo)
Marcos Alves (bateria)
Hugo Menezes (percussão)

Já lá vão mais de 12 anos desde o início da aventura musical dos Cool Hipnoise. Quando ainda eram um sexteto, contavam com Melo D como vocalista e gravavam os momentos mais brilhantes do acid jazz nacional, incluídos nos álbuns “Nascer do Soul”, de 1995, e “Missão Groove”, de 1997. O terceiro registo, o sublime “Música Exótica Para Filmes, Rádio e TV” viu a sua formação-base reduzida a trio (Tiago Santos, Francisco Rebelo e João Gomes, que por essa altura criariam também o projecto Spaceboys) e contou com participações de diversas vozes – surpreendentes colaborações com Simone de Oliveira, Fernanda Abreu ou os Last Poets, entre outros .

http://www.luxjazzsessions.com
http://www.myspace.com/coolhipnoise

domingo, setembro 16, 2007

video - promo para o concerto da Maria João em Sintra (01)

Video de promoção para o concerto que a Maria João dará em Sintra, no próximo dia 12 de Outubro de 2007.
Editado a partir de imagens de vários concertos que fui filmando.

Concerto de Verão RTP 50 Anos

Concerto comemorativo dos 50 anos da RTP
Orquestra Metropolitana de Lisboa com Pablo Heras, António Rosado e Elisabete Matos.
Domingo, 16 de Setembro, 21h30, Grande Auditório do Centro Cultural de Belém

Orquestra Metropolitana de Lisboa
Elisabete Matos voz
António Rosado piano
Pablo Heras maestro
Tocá Rufar (Direcção de Rui Júnior)
Apresentação de Gabriela Canavilhas e Carlos Malato

Programa
Luís de FREITAS BRANCO – "Fandango", da Suite Alentejana n.º 1
George GERSHWIN – Rhapsody in Blue
Intervalo
Georges BIZET – "I. Prelúdio / Aragonaise", excerto da Carmen, Suite n.º 1
Giuseppe VERDI – "Surta é la notte, Ernani involami..." (Ernani)
Giuseppe VERDI – "Pace, pace, mio Dio" (La Forza del Destino)
Giuseppe VERDI – Prelúdio da Traviata
Giacomo PUCCINI – Ária "Vissi d’arte, vissi d’amore" (Tosca)
Arrigo BOITO – Ária "L’altra notte in fondo al mare" (Mefistofele)
Gorges BIZET – "V. Les Toréadors", excerto da Carmen, Suite n.º 1
Franz LEHÁR – "Meine Lippen sie küssen so heiss..." (Giuditta)
(Várias intervenções da orquestra de percussões Tocá Rufar ao longo do espectáculo)

Este concerto será transmitido em directo na RTP 1 e na Antena 2

quinta-feira, setembro 13, 2007

Um toque de Jazz - Programação - 15 e 16 Setembro 2007

Sábado, 15/09/2007 – Jazz ao vivo (21)
O pianista Kenny Barron num recital em solo absoluto realizado em 01.07.06 no Festival de Jazz do Báltico (Bad Salzau, Alemanha).
Gravação Eurorádio

Domingo, 16/09/2007 – Jazz ao vivo (22)
O duo de Enrico Rava (trompete) e Stefano Bollani num concerto realizado em data e local desconhecidos.
Gravação Eurorádio

RDP - ANTENA 2
Um programa de Manuel Jorge Veloso
Sábados e Domingos, entre as 23h05 e as 24h00

Morreu Joe Zawinul

O pianista de jazz austríaco Joe Zawinul, fundador do grupo de jazz-rock Weather Report, morreu anteontem em Viena aos 75 anos. Com uma longa carreira , em que tocou com os melhores (entre os quais Miles David), o músico deixa-nos um legado musical impressionante.
A cantora Maria João colaborou com o músico desde 2001, tendo gravado com ele e tido inúmeras apresentações ao vivo por festivais de jazz europeus.

segunda-feira, setembro 10, 2007

Estreia: Hamlet Light

É com uma pontinha de muito orgulho que anuncio a estreia do mais recente espectáculo protagonizado pelo meu amigo, ex-colega de curso, e colega de blog, Carlos Custódio: Hamlet Light.

Finalista do concurso Jovens Artistas Jovens, promovido pelo CCB, este espectáculo tem estreia marcada para 15 de Setembro em Faro, começando depois a correr os palcos do resto do país. Aqui ficam as datas disponíveis e todos os detalhes:

- 15 Setembro (22h00)- Teatro Municipal de Faro, Faro
- 28 Setembro (21h00) - Centro Cultural de Belém, Lisboa
- 29 Setembro (21h00) - Centro Cultural de Belém, Lisboa
- 30 Setembro (18h00) - Centro Cultural de Belém, Lisboa
- 15 Novembro - Teatro Municipal da Guarda


“HAMLET LIGHT” de Vvoitek Ziemilski
É por escolhermos o cinema sobre o teatro 9 vezes em 10.
É por ficarmos sempre com esperança dessa décima vez.
É por amarmos Shakespeare.
É por não aguentarmos Shakespeare.
É porque o pai dizia: despacha-te devagar.
É por sede de ter algo no fim.
É por pura curiosidade, se dava.
É por de repente ficarmos todos convencidos que até é capaz de dar.
É por gostar da superfície.
É pela combinação de fartura e entusiasmo.
É teatro puro e duro.
É consumível.
É light. Menos calorias. Um sabor ainda melhor.

Encenação: Vvoitek Ziemilski
Realização: Patrícia Leal
Concepção Cinematográfica: Patrícia Leal e Sérgio Brás d’Almeida
Música/Sonoplastia: João Bordeira
Cenografia/ Coordenação estética: Verónica Conte
Elenco: Carlos Custódio, Eduardo Frazão, Telmo Bento e Marta Inocentes;
e também: João Bordeira, Patrícia Leal, Verónica Conte, Maria João Machado e Vvoitek Ziemilski
Assistente de encenação: Maria João Machado
Desenho de luz: Duarte Sousa
Direcção de produção: Liz Vahia
Assistentes de produção: Andrea Sozzi, Renata Catambas
Supervisão da produção: Claúdia Regina
Operador de Câmara: André Cascais

domingo, setembro 09, 2007

Video: Maria João & Mário Laginha - Nhlonge Yamina

"Nhlonge Yamina", retirado do CD "Cor" de Maria João & Mário Laginha, é um dos 3 (se não estou em erro) videoclips existentes da dupla. É uma pena haver tão poucos, especialmente hoje em dia, com as ferramentas disponíveis da Web2.0, como por exemplo o YouTube. A sorte é que alguns fãs têm tirado partido destas tecnologias e criado os seus próprios vídeos, como uma pesquisa rápida demostra. Aproveitem. Desfrutem.

www.mariajoao.org
www.mariolaginha.org

sexta-feira, setembro 07, 2007

Rádio Europa Lisboa - Muito Jazz

Caso ainda não tenham descoberto, a Rádio Europa Lisboa (90.4FM) emite quase exclusivamente Jazz até às 21h00, hora em que entra em linha a rfi com a programação directamente de França. Tanto quanto sei é a única rádio a passar tanto Jazz, e sabe tão bem! Já está nas minhas favoritas, e em boa hora chega: Não lhe faltará boa música para passar, e particular Portuguesa. Está a ser um excelente ano em termos de discos de Jazz por cá, e a Europa tem-no feito notar. Parabéns e que por cá se mantenha!

Rádio Europa Lisboa
Frequência: 90.4 FM
Blog: http://jazza-memuito.blogspot.com/

quinta-feira, setembro 06, 2007

Ciclo Internacional de Jazz 2007

Auditório Municipal Eunice Muñoz (Oeiras) - 22h00

Sexta-feira, 21 de Setembro
Quarteto de André Fernandes
André Fernandes [guitarras]
Mário Laginha [piano e Fender Rhodes]
Nelson Cascais [contrabaixo]
Alexandre Frazão [bateria]

Sábado, 22 de Setembro
Steve Wilson Quartet (EUA)
Steve Wilson [saxofone alto, flauta]
Danny Grissett [piano]
Ed Howard [contrabaixo]
Adam Cruz [bateria]

Sexta-feira, 28 de Setembro
Human Feel (EUA)
Andrew D'Angelo [saxofone alto, clarinete baixo]
Chris Speed [saxofone tenor, clarinete]
Kurt Rosenwinkel [guitarras]
Jim Black [bateria]

Sábado, 29 de Setembro
"7 Black Butterflies" Drew Gress Quintet (EUA)
Ralph Allessi [trompete]
Tim Berne [saxofone alto]
Craig Taborn [piano]
Drew Gress [contrabaixo]
Tom Rainey [bateria]

Preço dos bilhetes
Plateia €8
Balcão €5
Mais informação
214 408 582
paulo.afonso@cm-oeiras.pt

quarta-feira, setembro 05, 2007

Um toque de Jazz - Programação - 8 e 9 Setembro 2007

Sábado, 08.09.07 – Jazz ao vivo (19)
O New York Trio do pianista Don Friedman, com Martin Wind (contrabaixo) e Toy Jefferson (bateria) e a colaboração de Cedar Walton (piano) e Benny Golson (sax-tenor) num concerto realizado em 01.07.06 no Festival de Jazz do Báltico (Bad Salzau, Alemanha).
Gravação Eurorádio

Domingo, 09.09.07 – Jazz ao vivo (20)
O trio do guitarrista Bill Frisell com Tony Scherr (contrabaixo e baixo-eléctrico) e Kenny Wollesen (bateria) num concerto realizado em 03.09.06 no Festival de Jazz de Willisau (Suiça).
Gravação Eurorádio

RDP - ANTENA 2
Um programa de Manuel Jorge Veloso
Sábados e Domingos, entre as 23h05 e as 24h00

Próximos concertos no Hot Clube

Aqui fica a informação sobre os próximos concertos no Hot Clube de Portugal até meados de Setembro

6, 7 e 8 de Setembro - 23h00
Art Jazz Quartet
Mário Franco ctb
Sérgio Plágio guitar
Luís Cunha tromb
Pedro Segundo bat

12 e 13 de Setembro - 23h00
João Lencastre Group
Jon Haffner sax a
André Fernandes guitar
Nelson Cascais ctb
João Lencastre bat

terça-feira, setembro 04, 2007

Camerata Senza Misura homenageia Miguel Torga

O centenário do nascimento do médico transmontano Adolfo Correia da Rocha, natural de São Martinho de Anta e imortalizado pelo seu nome literário Miguel Torga, é o pretexto para os concertos que os Camerata Senza Misura têm levado a uma série de cidades portuguesas.

Próximos concertos:
06 de Setembro – Auditório da Biblioteca Muncipal de Barcelos - 21h30
08 de Setembro – Guimarães, Paço dos Duques - 21h30
Estes concertos têm entrada livre

Mais informações em www.oncproducoes.com

quinta-feira, agosto 30, 2007

Mário Laginha Trio, TGB, e André Fernandes 4teto no Xôpana Jazz

30 de Agosto 2007 - 23h00 Mário Laginha Trio
31 de Agosto 2007 - 21h30 TGB
01 de Setembro 2007 - 23h00 André Fernandes

Dia 30, no Funchal, no Choupana Hills, é tempo de “Espaço”, o novo trabalho em trio de Mário Laginha, com Bernardo Moreira no contrabaixo e Alexandre Frazão na bateria. O pianista explorou, desta vez, as relações entre música e arquitectura, e o resultado provocou elogios unânimes da crítica especializada. À excelência da música de “Espaço” junte-se a competência técnica e a alegria da partilha de Laginha com os dois companheiros de palco, e estão reunidas as condições para um grande concerto de jazz.

No dia seguinte, 31 de Agosto, no mesmo local e no âmbito do mesmo Xôpana Jazz, é a vez da tuba de Sérgio Carolino, da guitarra de Mário Delgado e da bateria de Alexandre Frazão. O projecto TGB não se distingue apenas pelo inusitado desenho instrumental do grupo, mas, sobretudo, por conseguir construir um mundo sonoro invulgar, de extrema criatividade e devedor de múltiplas influências, proporcionando momentos de grande prazer a quem o ouve.

Por fim, no primeiro dia de Setembro, ainda no Choupana Hills, o novo grupo do guitarrista André Fernandes “explica” em palco as razões que levam muitos a considerá-lo uma das certezas indiscutíveis da cena jazzística portuguesa. Com um novo disco para sair em Outubro, André Fernandes soube rodear-se de três companheiros que dispensam apresentações: Mário Laginha no piano e fender rhodes, Nelson Cascais no contrabaixo e Alexandre Frazão na bateria.

segunda-feira, agosto 20, 2007

Maria João e Mário Laginha no Festival de Monforte de Lemos

25 de Agosto - Auditório do Edifício de Usos Multiples - Monforte de Lemos - Espanha - 22h30

Maria João e Mário Laginha, sós em palco, vão revisitar, no concerto marcado para o Festival de Monforte de Lemos, em Espanha, alguns dos temas construídos ao longo de uma década de frutuosa colaboração. O CD Perfil, que recolhe algumas das músicas do duo, estará na base desta actuação no festival espanhol.

Numa altura em que tanto Mário Laginha como Maria João soltaram a sua criatividade em projectos com nome próprio, é sempre bom regressar aos sons de uma dupla que continua a marcar a música portuguesa de qualidade.

quinta-feira, agosto 09, 2007

HOT até ao fim de Agosto

Aqui fica a programação do Hot Clube de Portugal do que resta deste mês de Agosto

9, 10, 11
André Matos Trio
André Matos guitarra
Demian Cabaud contrabaixo
Alexandre Frazão bateria

15, 16
Antonio Faraò Trio
Antonio Faraò piano
João Custódio contrabaixo
Enzo Carpentieri bateria

17, 18
Quinteto de Sara Valente + Martin Jacobsen
Sara Valente voz
Martin Jacobsen saxofone
Gonçalo Marques trompete
Joao Maurillo piano
Nelson Cascais contrabaixo
Paulo Bandeira bateria

23, 24, 25
Demian Cabaud Quarteto
José P. Coelho sax tenor
João Guimarães sax alto
Demian Cabaud contrabaixo
Marcos Cavaleiro bateria

30,31,01
Ben Stapp Trio
Paulo Curado sax, flauta
Ben Stapp tuba
Jorge Queijo bateria

segunda-feira, agosto 06, 2007

Maria João nas Lux Jazz Sessions

08 de Agosto 2007, Lux, Lisboa, 23h00 (entrada livre)

Na discoteca Lux, junto ao porto de Lisboa, a cantora Maria João vai dar a conhecer o seu modo muito pessoal de recriar canções que já entraram no ouvido de várias gerações. São temas retirados do cancioneiro popular brasileiro, de autores consagrados como Ary Barroso ou Pixinguinha, Chico Buarque, Edu Lobo ou Caetano Veloso, e de músicos mais jovens, casos de Lenine ou Carlinhos Brown. Uma das coisas extraordinárias que Maria João consegue neste seu último trabalho, é pegar em músicas ultraconhecidas e que já foram alvo de incontáveis abordagens, e conseguir introduzir-lhes um suplemento de novidade e de surpresa, só possível com uma boa dose de ousadia e criatividade. Parte dessa ousadia e criatividade explica-se pelo naipe de instrumentistas que estiveram com Maria João nesta sua aventura com nome próprio, e que estarão na noite do Lux: Mário Delgado na guitarra, Demian Cabaud no contrabaixo, Eleonor Picas na harpa e Alexandre Frazão na bateria e percussões.